O dia do Rei

O dia do Rei

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Erasmo Carlos anuncia parceria com Caetano Veloso Erasmo Carlos agendou para 2014 o lançamento de seu 28º álbum, Gigante gentil, produzido por Kassin e batizado com nome de apelido dado ao Tremendão por amigos.

A Coqueiro Verde Records programou para o início de 2014 a chegada ao mercado do disco em que o cantor e compositor carioca abre parceria com Caetano Veloso - numa música de tonalidade romântica, Sentimentos complicados, na qual Caetano assina a letra - e refaz suas conexõe com Arnaldo Antunes (nas faixas Manhãs de love e Teoria do óbvio) e com Nelson Motta (em Amor na rede).

A parceria com Caetano é aberta 42 anos após o compositor baiano ter dado o samba-rock De noite na cama para Erasmo (visto em foto de Gilda Midani) gravar em álbum de 1971.


Fonte: Notas Musicais

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

neste sábado 31-08


Erasmo Carlos e Mick Jagger estão entre os lançamentos de CDs, DVDs e livros; veja


Erasmo Carlos — Carlos, Erasmo (Polysom)
Carlos, Erasmo, de 1971, é um dos maiores discos da música brasileira. Trazendo um repertório eclético de rock´n´roll, samba rock, baladas românticas e MPB, o álbum é cultuado pelos amantes da boa música. Porém, há muito tempo o LP estava fora de cálogo e custava um preço altíssimo como raridade na web. Agora, a heróica fábrica de vinil Polysom relançou o bolachão do Tremendão no mesmo formato que foi feito há 42 anos. O disco é uma obra-prima. Além de faixas escritas por Erasmo com seu maior parceiro, Roberto Carlos, ainda há composições de Caetano Veloso, Taiguara e os irmãos Paulo Sergio Valle e Marcos Valle. No release, Erasmo conta mais sobre o histórico vinil.

— Considero o Carlos, Erasmo minha estreia na música adulta depois do prazeroso BÊ-A-BÁ da Jovem Guarda. Vários rumos musicais, incontáveis tendências melódicas e novos amigos músicos seriam um processo natural para minha evolução. O repertório foi intuitivo e os sons foram surgindo dependendo do "clima" que cada canção sugerisse. Esse disco consolidou minha maturidade e me projetou para um mundo real onde o sonho acordado ainda existia. 

r-7

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Museu que foi casa de Roberto Carlos na infância é roubado no ESAparelho de som e disco de vinil foram levados durante a madrugada.


A Casa de Cultura Roberto Carlos, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, local que foi casa do cantor durante sua infância, foi arrombada durante a madrugada deste sábado (24). O museu foi invadido e de lá levaram um aparelho de som e um disco de vinil que fazem parte do acervo da casa de cultura. Nascido em Cachoeiro, Roberto Carlos passou lá toda a sua infância e morou na casa até os 13 anos de idade. Segundo a Secretaria de Cultura de Cachoeiro, um vigia faz a segurança do local, mas faltou na última noite. Nenhum material do cantor foi roubado, por isso, ele não foi comunicado, segundo a secretaria. A polícia investiga o caso.
Na ação criminosa, a maçaneta da porta da cozinha foi forçada e a porta arrombada. Eles levaram um aparelho de som que estava na sala da casa e um disco de vinil do rei, mas o acervo de fotos, os instrumentos e os quadros não sofreram danos.
Segundo a secretária de cultura de Cachoeiro de Itapemirim, Joana Darck, o roubo não prejudicou o acervo histórico do museu porque só foram levadas doações feitas por fãs do cantor: “Tivemos apenas prejuízo material, mas não histórico. Não foi roubado nada que pertencesse ao cantor, apenas doações”, disse a secretária.
Ela contou ainda que a segurança noturna do museu é feita por um vigia todas as noites, mas, na madrugada em que a casa foi roubada, o funcionário não compareceu ao trabalho: “Quando os funcionários chegaram de manhã, viram que ele não tinha assinado o ponto. Não sabemos o motivo pelo qual ele não foi trabalhar. Já levamos o caso para a polícia, que vai investigar o que aconteceu, e agora estamos contratando um sistema de alarme para melhorar a segurança”, disse.
O local é um dos principais pontos turísticos de Cachoeiro de Itapemirim e recebeu, somente em 2013, mais de 8 mil visitantes, segundo a prefeitura.
A casa de Roberto Carlos
A Casa da Cultura Roberto Carlos fica na Rua João de Deus Madureira, no bairro Recanto, em Cachoeiro de Itapemirim. Ela abriga retratos e objetos que recordam a infância do rei. Em uma das paredes da residência é possível encontrar a certidão de nascimento do cantor, que morou no local com pais e irmãos até os treze anos de idade.  Em 2012, também foi inaugurado o Corredor Cultural Roberto Carlos, que dá acesso ao museu.
Quem visita a casa encontra retratos, o piano em que Roberto fazia aulas na infância e o transmissor da Rádio Cachoeiro prefixo ZYL-9, primeira rádio em que o rei cantou, aos nove anos, em um programa infantil.  O cantor visitou a casa em 2009 durante sua ida à Cachoeiro de Itapemirim para o show de 50 anos de carreira e disse que também pretendia fazer um acervo da Jovem Guarda lá. Além disso, a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim chegou a investir mais de R$ 800 mil em obras de revitalização no entorno da casa.


estrutura da casa é original e todos os objetos foram doados por fãs de Roberto Carlos (Foto: Amanda Monteiro/ G1 ES)

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Roberto Carlos:3.500 pessoas por noite no Forte Copacabana






Rei é rei:  Roberto Carlos conseguiu a proeza de reunir 3.500 pessoas por noite nas três apresentações que fez no Forte Copacabana no final de semana que passou.
Nos bastidores, posou com alguns convidados para as lentes de Maurício ContreirasRoberto dá repeteco no próximo fim de semana, dias 16 e 17 de agosto, no mesmo local, que promete ferver com muita gente famosa e o som dos velhos sucessos.
fonte-Jornal do Brasil